7 de mar de 2012

Sintero tem nova rodada de negociações com o governo.




A direção do Sintero e o comando de greve dos trabalhadores em educação tiveram na tarde desta quarta-feira (07/03) mais uma reunião com representantes do governo do Estado visando à negociação da pauta de reivindicações da categoria.
A reunião ocorreu no Gabinete do secretário Chefe da Casa Civil, Juscelino Moraes do Amaral e também contou com a participação do secretário de Estado da Educação, Julio Olivar, e do assessor especial do governo, Mário Jorge.
Além do presidente do Sintero, Manoel Rodrigues e do diretor de Assuntos Jurídicos do sindicato, Nereu Klosinski, participaram do encontro o advogado Hélio Vieira, o presidente da CUT/Rondônia, Cleiton Silva, e representantes de todas as Regionais.
O primeiro ponto discutido foi uma reformulação emergencial do Plano de Carreira (Lei Complementar nº 420/2008) para resolver o problema de enquadramento de professores e técnicos administrativos.
O governo mantém o reajuste salarial de 6,5% para todos os servidores e concorda em mexer na tabela salarial dos trabalhadores em educação utilizando os recursos de 25% destinados à educação.
O governo aceita, por exemplo, a criação do cargo único de professor da educação básica com reenquadramento para os que concluíram Licenciatura Plena, o que resolve a situação dos professores que elevaram nível e dos que esperam a elevação; o reenquadramento dos técnicos administrativos em dois níveis, sendo um para nível médio e outro para nível superior, acabando com a disparidade existente entre salários da mesma função; propôs um reajuste de 30% em todas as gratificações de professores e técnicos administrativos, incluindo supervisores e orientadores, passando para os seguintes valores:
PROFESSORES
- Gratificação de docência de R$ 200,00 para R$ 260,00
- Gratificação de professor em sala de aula de R$ 130,00 para R$ 169,00
- Gratificação de professor lotado em escola fora da sala de aula de R$ 150,00 para R$ 195,00.
SUPERVISORES O ORIENTADORES
- Gratificação de efetivo trabalho de R$ 100,00 para R$ 130,00
- Gratificação de Unidade escolar de R$ 130,00 para R$ 169,00
TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS
- Gratificação de incentivo à educação de R$ 220,00 para R$ 286,00
- Gratificação de Unidade Escolar de R$ 90,00 para R$ 117,00
Além disso, o governo propõe disponibilizar R$ 400 mil em abril e R$ 100 mil por mês para pagamento da licença prêmio; uma reformulação geral do Plano de Carreira até o final de abril; e novas negociações sobre novo aumento salarial, pagamento de licença prêmio e auxílio alimentação depois que for efetivada a transposição.
A direção do Sintero explicou aos secretários que a proposta será submetida aos trabalhadores em educação em assembleias que serão realizadas em todas as Regionais, pois somente a categoria poderá decidir se aceita ou não. Enquanto isso a greve continua.
Uma nova reunião está prevista para ocorrer na sexta-feira, dia 09 de março, às 8 horas da manhã, com a presença do governador Confúcio Moura.
Fonte: Sintero

Nenhum comentário: