9 de out de 2012

Avaliação!


Governo lança Sistema de Avaliação Educacional de Rondônia

O Governo de Rondônia através da SEDUC realiza na terça-feira (16), o seminário de lançamento do Sistema de Avaliação Educacional de Rondônia (Saero).
O Saero 
É uma avaliação diagnóstica do processo ensino aprendizagem que estará acontecendo em todas as escolas da rede estadual de ensino que oferecem 2º, 5º, 6º e 9º do Ensino Fundamental e 1°, 2° e 3º Ano do Ensino Médio, além de fatores que possam ser influenciadores da aprendizagem. Foi idealizado pelo Governo da Cooperação e será realizado pela SEDUC  através da sua gerência de avaliação e estatística (GAE), por meio de convênio de cooperação técnica e financeira com a Universidade Federal de Juiz de Fora - MG. 
Senhoras e Senhores Por favor...
Engraçado isso para não dizer que é trágico. Nós professores que estamos em sala de aula, sentindo muitas vezes a angústia de nossos alunos e nos angustiando também, pois temos que avaliá-los não somos consultados para nada, Simplesmente a SEDUC gasta o dinheiro da educação com assessoria educacional de outro estado, desvalorizando os profissionais da nossa Universidade para implantar o que na prática? Nada! Apenas uma demagogia barata e perversa de uma secretaria que não conhece as reais necessidades de sua clientela no caso, os alunos e nem tão pouco a de seus professores e muito menos a realidade física em que se dá a educação em muitas escolas do estado. Ficamos a mercê de políticas demagogas feitas por engravatados de gabinete com ar condicionado, enquanto nós e nossos alunos suamos ás picas em salas quentes mal ventiladas, sem termos nenhum apoio do poder público para que possamos ter um pouco de conforto. Avaliação não inclui somente a medição de competências e habilidades dos alunos na aquisição do saber sistematizado. É necessário políticas públicas de qualidade para que então possamos cobrar essas competências e habilidades dos alunos.
Trazer pessoas de outro estado que não conhece nossa realidade educacional é uma incoerência e falta de competência para gerenciar.
Quando que essas pessoas que tem a organização da educação na mão vão pensar um pouco em que realmente faz a educação acontecer neste país? Professor não precisa de sistema de avaliação comprado a peso de ouro para saber a deficiência linguística, motora e cognitiva do seu aluno e ajudá-lo a superar essas deficiências. 
O que o professor realmente precisa é de uma sala arejada, com recursos didáticos para fazer de sua aula algo prazeroso para seus alunos. Professor precisa de espaço físico na escola para fazer seu planejamento, professor precisa de uma biblioteca bem equipada com livros atuais e não dessas quinquilharias que existem nas bibliotecas das escolas.
Professor precisa de um laboratório de informática com uma excelente conexão para levar os alunos para pesquisar sem que os computadores entrem  em colapso.
Professor precisa de um laboratório de ciências que tenha gente competente e qualificada para auxilia-lo.
E para saber de todas essas necessidades não é preciso contratar ninguém de fora para fazer assessoria para uma coisa que nós professores meros mortais fazemos todo dia. A Avaliação diagnóstica dos desconfortos dos alunos nas escolas públicas de Rondônia e do país. 
Por favor, senhoras e senhores engravatados de gabinetes vamos levar mais a sério a Educação e o profissional do magistério e parar de brincar de fazer educação de qualidade.


Nenhum comentário: