29 de ago de 2012

Teatro maia de 1.200 anos é descoberto no México.

O espaço era usado apenas pela elite da sociedade, segundo arqueólogos envolvidos no projeto

O teatro recém-descoberto no Estado de Chiapas, no México, era utilizado pela elite da sociedade maia por volta de 800 d.C

O INAH (Instituto Nacional de Antropologia e História do México) encontrou um teatro maia desativado há mais de mil anos em Ocosingo, no Estado de Chiapas. O anúncio da descoberta foi realizado nesta terça-feira (28/08).
Segundo o diretor do projeto de investigação no sítio arqueológico, Luis Alberto Martos López, apenas a elite da sociedade maia tinha acesso ao teatro, que poderia receber até 120 pessoas.
“Era um local exclusivo, pois foi encontrado a 42 metros de altura em relação às praças do complexo”, afirmou Martos López.


A hipótese elaborada pelos arqueólogos é a de que uma dinastia assumiu o governo da região por volta de 800 d.C. e buscou a sua legitimidade, entre outras formas, por meio do teatro político.



De acordo com Martos López, “tudo indica que a dinastia não conseguiu se estabelecer por muito tempo e a cidade foi abandonada com violência” cerca de 200 anos depois.



Além de ser menor que os outros teatros maias, a principal diferença desse espaço é que ele se encontra dentro de um palácio. “As peças não eram só artísticas, mas também simbólicas e religiosas. As sociedades maias foram classificadas como ‘estados teatrais’, porque os governantes aproveitavam essas ocasiões para exercer seu poder publicamente.”



O local das escavações começou a ser ocupado por volta de 150 a.C, segundo a equipe de investigação do INAH.


Um comentário:

Jeferson Cardoso disse...

Olá Professora Jucélia!
Que grande achado histórico! Ainda há muitas histórias enterradas à espera de serem descobertas...
Parabéns pelo blog e pela postagem! Prazer estar aqui! Com tempo, venha ler e comentar INFAUSTA CORRIDA, O CHOQUE no http://jefhcardoso.blogspot.com
Abraço!