29 de mar de 2010

Cassol manda apreender ônibus e tenta impedir manifestação em Cacoal


Depois de ter colocado a COE para reprimir o movimento em Porto Velho, teria partido do governador a ordem para apreensão de 10 ônibus que levavam os trabalhadores em educação...
Acuado pelo movimento reivindicatório dos trabalhadores em educação, o governador Ivo Cassol tem lançado mão de atitudes pouco ortodoxas na tentativa de desmobilizar a categoria que luta pela valorização da educação, por reposição salarial e pela melhoria da qualidade do ensino público em Rondônia.
Depois de ter colocado a COE para reprimir o movimento em Porto Velho, teria partido do governador a ordem para apreensão de 10 ônibus que levavam os trabalhadores em educação para o local onde aconteceria a cerimônia de inauguração do aeroporto de Cacoal.
De acordo com o comando de greve, os trabalhadores em educação levaram um susto quando foram surpreendidos na rodovia por policiais com ordens expressas para apreender os ônibus.
Os trabalhadores em educação foram obrigados a descer dos ônibus e sob protestos seguiram à pé, de táxi ou de carona até o aeroporto que seria inaugurado pelo governador Ivo Cassol.
Os convidados assistiram a pacífica manifestação de protesto dos profissionais da educação que, munidos de faixas e em absoluto silêncio, demonstraram a insatisfação com o governador.
Apenas durante o discurso do governador, que empolgado, criticou o governo federal, ouviu-se uma sonora vaia. Cassol abreviou o discurso e, rapidamente, encerrou o seu pronunciamento."
O governador tem tentado impedir as manifestações dos trabalhadores em educação e esvaziar o movimento, seja com a força policial, seja através da mídia, que utiliza para mascarar a verdadeira situação da educação no Estado.
A atitude do governo de barrar os ônibus revoltou a população de Cacoal e deu mais força ao movimento grevista.
O assunto será discutido na sessão desta segunda-feira (29/03) da Câmara Municipal de Cacoal.

Nenhum comentário: