28 de mar de 2016


Livros paradidáticos.

1º Série do Ensino Médio


Os estudos de literatura exigem o contato direto com a obra escrita para que cada movimento estético literário seja entendido de forma plena e contextualizada. Para tanto, os alunos do primeiro ano, além de importantes textos e coletâneas de poemas apresentados pelo professor, lerão livros que possibilitam a imersão no período histórico e cultural em que foram pensados. As obras são:

- O Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente. 
Esse livro traça um rico panorama da sociedade portuguesa do século XVI, ao mesmo tempo em que a critica e possui caráter moralizante. Importante produção do teatro vicentino, o auto discorre sobre os vícios e virtudes humanas de maneira bem humorada por meio de alegorias e nos oferece um valioso material para os estudos do Humanismo. 
 
- Os Lusíadas, de Luiz Vaz de Camões.
Clássico da literatura portuguesa em que Luiz Vaz de Camões narra os grandes feitos de Vasco da Gama e as conquistas da nação portuguesa. Dada a importância de Camões para os estudos do Classicismo, a leitura dessa obra torna-se indispensável.

- O Uruguai, de Basílio da Gama.
Poema épico que ilustrará os estudos do movimento Árcade. Esse livro retoma características do Classicismo e oferece um vasto material para pesquisa, já que a alusão a fatos históricos é uma constante.
 
- Lucíola, de José de Alencar.
Livro que recria contextos sociais do Rio de Janeiro imperial e critica, ao modo romântico, instituições e costumes.
 
- O Ubirajara, de José de Alencar. 
Essa obra do mesmo autor de Lucíola fez parte da tentativa de se criar a identidade da literatura nacional em torno da figura do índio. Composto pela idealização do indígena e da pátria, esse livro configura parcela importante do Romantismo brasileiro.
 
- Noite na taverna. de Álvares de Azevedo.
Unida às leituras de O Ubirajara e Lucíola, essa obra do Ultra-romantismo contribuirá para um primeiro contato dos alunos com o movimento literário Romantismo. O livro de Álvares de Azevedo figura uma evidente influência da estética byroniana em nossa literatura.


Fonte:http://antaresamericana.com.br/ensino-medio/livrosparadidaticos/livros-paradidaticos---literatura/297

Nenhum comentário: