12 de jan de 2011

Sin ti no soy nada

POEMA DO FALSO AMOR

O falso amor imita o verdadeiro

Com tanta perfeição que a diferença

Existente entre o falso e o verdadeiro

É nula. O falso amor é verdadeiro

E o verdadeiro falso. A diferença

Onde está? Qual dos dois é o verdadeiro?

Se o verdadeiro amor pode ser falso

E o falso ser o verdadeiro amor,

Isto faz crer que todo amor é falso

Ou crer que é verdadeiro todo amor.

Ó verdadeiro Amor, pensam que és falso!

Pensam que és verdadeiro, ó falso Amor!

(Dante Milano)

2 comentários:

Anônimo disse...

Gosteiiiiiiiiiii

Jesiel Pontes disse...

Interessante, faz controversas, e faz também repetições, como o "No meio do Caminho" de Carlos Drummond.
Tinha uma pedra, tinha uma pedra, tinha uma pedra [:$] hehehe